Tubos em PRFV com tecnologia centrífuga da Hobas

Tecnologia Hobas

Os tubos da Amiblu produzidos com a tecnologia centrífuga da Hobas são fabricados em fibra de vidro cortada, resinas termoendurecíveis (por exemplo, poliésteres insaturados ou resinas de éster vinílico), minerais e areia de sílica. Os tubos são circulares com um diâmetro exterior uniforme.

Os tubos da Amiblu com tecnologia Hobas são produzidos por tecnologia centrífuga, num processo 100% controlado por computador. O braço da máquina de fabrico alimenta todas as matérias-primas – fibras de vidro cortada plásticos termoendurecíveis (poliéster insaturados ou resinas de éster vinílico), e agentes de reforço – num molde de rotação rápida. Camada a camada, num processo predefinido, a parede do tubo é constituída a partir do exterior para o interior. As quantidades de material inseridas pela máquina são monitorizadas e comparadas com os valores de conceção desejados, para garantir que cada produto é totalmente rastreável no que se refere aos seus tipos e quantidades de matéria-prima. Quando todas as matérias-primas estiverem inseridas no molde, a velocidade de rotação é aumentada. Forças centrífugas elevadas de até 75 G pressionam os materiais contra a parede do molde e condensam-nos ao máximo, criando uma parede de tubo de alta qualidade, muito sólida e sem espaços vazios. É utilizada água fria para arrefecer o molde e, depois da remoção do tubo, as extremidades do tubo são aparadas e chanfradas. Finalmente, é montado uma união numa das extremidades de cada tubo.

O processo centrífugo assegura que os tubos são circulares, a espessura da parede é uniforme em todo o comprimento com o diâmetro externo exato e o material apresenta uma elevada resistência longitudinal à compressão, particularmente importante para a utilização em perfuração. Graças à ligação química tridimensional da resina termoendurecível, o tubo mantém a sua estabilidade mesmo em ambientes muito quentes. A construção da parede “em sanduíche” também assegura que os tubos podem suportar cargas elevadas sem qualquer problema e permite que a resistência do tubo seja personalizada para se adequar às direções específicas de carga necessárias.

Dados técnicos dos tubos da Amiblu com tecnologia Hobas*

Materiais principaisresina, fibras de vidro, areia
Temperatura de funcionamento-50°C a +70°C, podem ser consideradas temperaturas mais elevadas para projetos individuais
Comprimentos padrão6 e 3 m, outros comprimentos sob pedido
Gama de pressãoPN 1-24
Vida útil expectávelmais de 150 anos
Proteção contra a corrosãonão é necessário, dado que os materiais utilizados são inerentemente resistentes à corrosão
Rugosidade hidráulicak = 0.01-0.016 mm (Colebrook-White)
Resistência ao jato de águatestado de acordo com a norma DIN 19523

*Como atualmente fabricado e distribuído pela Amiblu para os mercados europeus. Para a gama completa de produtos com tecnologia Hobas, consulte o website da Hobas, em www.hobas.com.

Projectos PRFV da Amiblu em todo o mundo

Delivery of Hobas jacking pipes to Bristol, UK January 2021

Bristol, Gipsy Patch Lane, structual rehabiliation with Hobas pipes

Gipsy Patch Lane, Bristol is a main road forming part of a new…
Rury Hobas PU Line Zbiornik Roztoki Bystrzyckie, Polska

Rury Hobas PU Line w projekcie budowy zbiornika Roztoki Bystrzyckie

System przelewowy suchego zbiornika przeciwpowodziowego Od…
Kent Brewers Bridge

Kent, Brewers Bridge, Culvert strengthening with Hobas relining pipes

Kent County Council‘s programme of planned highways maintenance…

Data

Dados técnicos

Diameter, pressure, stiffness, and so much more… All the technical hard facts you need to plan, lay, and operate our pipelines.

References

Base de dados de referência

Over 30,000 projects in over 125 countries in over 60 years: Discover spectacular and technically challenging construction works with Amiblu’s technologies (Flowtite, Hobas, Amiblu, Amiscreen) in our reference database.

Footprint

Our footprint

We aim to have life cycle assessments for all products by end of 2022 and a carbon-neutral pipe production by 2030. We use the resources we have—our business, our voice, and our network—to fight the climate crisis and inspire people around the globe to value water as we should.